Aceitação, superação

Há uns tempos atrás andava sem vontade de fazer nada. Pensar em nada. Apenas nada. Mas, por mais que eu queria isso, a melhor parte de mim não me deixou querer essa realidade que a gente vive, o nada.

Assim como elas, não consigo mesmo me encaixar nessa realidade e  assumir isso é como se fossemos os patinhos feios. É um pouco tenso. Apenas uma coisa que nunca me deixou desistir de vez foi que, essa parte de mim, sempre ficava na minha mente repetindo sem parar pra eu nunca desistir dos meus sonhos. Se compartilhasse com alguém sabia que ia ser motivo de zueira e quando você compartilha um sonho com alguém, por mais maluco que seja, nunca quer ouvir um comentário desagradável ou uma risadinha tosca.

Enfim, por mais que o sonho seja praticamente impossível, aprendi a não limitar quem eu sou. Não me importo mais quem é que está ouvindo as idiotices que eu digo ou vê alguma coisa que eu faço. Ela irá gostar de mim por quem eu sou. Aprendi que vivendo numa adolescência muito nada, ser quem  você é é aceitar que nada pode te limitar.  Obrigada vida, pelas dores, amores, paixões, criancices e tudo o que você vai fazer comigo dia após dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: