Inseparável

Toda a minha vida fui muito apegada a tudo que eu gostava, mas de uma forma que eu precisava ter sempre por perto, sempre a minha vista. Os amigos, sempre mantive bem junto de mim, poucos mas sempre íntimos. Mantinha tão perto porque me era vital, como se longe, não pertencesse mais a minha vida.

Alguns dias atrás olhei ao meu redor e vi que todo o meu círculo de convivência estava a uma distância que eu nunca imaginei e por um pequeno instante me senti infinitamente vazia. Parando depois para analisar, vi que na verdade o que tinha mudado era o contato físico, o que eu achava de suma importância para qualquer relacionamento, mas será que a amizade, a cumplicidade, tudo aquilo que preservei tanto tempo tinha subido em um ônibus e ido embora? De forma alguma. Eu ainda me preocupava e nós ainda partilhávamos quase tudo. Porque afinal, amizade é isso, é se preocupar com a outra pessoa e se esforçar mutuamente para que nunca acabe. Para ser inseparável basta querer, o que é de verdade, nada nesse mundo pode separar.

E a certeza de que é verdadeiro vem quando mesmo com a distância, com o longo tempo sem se ver e com a menor frequência de conversas, há o encontro e percebemos que absolutamente nada mudou.

(Texto dedicado à Julia, Andrezza e João).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: